Tag

modelos de crachá

Browsing

Como você já viu no último artigo, fazer crachás de PVC por meio de um sistema de ponta é a solução para se obter uma boa organização interna dentro da sua corporação.

Também foi falado de como a identificação dos funcionários na empresa pode ser uma norma interna, garantida na Consolidação das Leis do Trabalho pelo poder diretivo do empregador.

Ao final do último texto, após ser mostrado como fazer o seu crachá personalizado[1]  e como isso é fácil, algumas características técnicas dos diferentes modelos de crachás foram apresentadas, mas você sabe diferenciá-las? Sabe qual é a melhor opção para você?

Descubra nesse artigo o que cada nomenclatura significa e como você pode decidir entre qual crachá escolherá!


Identificação dos funcionários na empresa

Quando um funcionário entra ou sai de seu expediente, isso precisa ser registrado com a finalidade de controlar o tempo de trabalho de cada indivíduo, caso ultrapasse ou não alcançe o tempo certo de trabalho disposto no contrato. A forma mais eficiente de realizar essa tarefa é adotar os crachás para identificação e acesso aos departamentos da empresa.

Veja as melhores opções de crachás personalizados para a sua empresa!

Tarja magnética

Um cartão de PVC com uma tarja magnética é umas das tecnologias para cartões de identificação mais usadas no mundo, por ser um sistema considerado simples, eficiente e automatizado.

Ele funciona por meio da polarização de partículas magnéticas dispostas dentro da tarja, ou seja, são gerados dois pólos, um positivo e um negativo. Com a polarização um código é feito dentro do cartão, o que possibilita que ele seja lido por um computador capacitado para isso.

É possível colocar diversas informações nesse código; para a organização interna de uma empresa, ter um cartão com tarja magnética é útil para o controle do pessoal, como o controle de entrada e saída e liberação de certos setores, sempre pensando que todos os dados podem ser guardados em um sistema automatizado, em um computador.

Código de barras

Tecnologia inventada na Europa, o código de barras, é visto diariamente nos supermercados, lojas, nas etiquetas, nas casas, mas também nas empresas.

Por meio dessa invenção, também simples, mas muito eficiente, foi possibilitado que uma identidade fosse atribuída aos produtos, um número cujo é lido como se fosse um RG do objeto.

A sequência de números que aparece abaixo do código de barras é a transcrição do código, ou seja, nada mais é do que o significado do que está escrito em forma de barras.

É facultativo você adicionar a sequência numérica, mas caso adicione ela pode ser uma segurança para a empresa caso o leitor falhe.

Assim como o cartão com tarja magnética, como já dito, é preciso de um sistema (computador) para ler o código, a diferença desse para o outro é que ele não é polarizado e o código pode ser lido a olho nú.

Smart card 13,54 Mhz ou 125 Mhz

Essa tecnologia para a identificação dos funcionários na empresa é um pouco mais “requintada”; em tradução direta, Smart card significa Cartão inteligente e ele é chamado assim por ser um sistema de ponta e que utiliza um chip, assim é possível que o cartão seja lido com uma certa distância da máquina leitora.

Se torna fácil registrar diversas informações pessoais no chip, o que ajuda a identificação e controle de pessoal dentro da empresa.

Caso você se pergunte o que significa Mhz, é simples, de acordo com o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) “Mhz é uma unidade de frequência, equivalente a um milhão de Hertz ou mil kilohertz (kHz)”. Essa unidade é usada pois a tecnologia empregada ao cartão funciona por meio da transmissão de sinal, ou seja, a máquina leitora lê o sinal do cartão mesmo distante.

As diferença de variações da frequência (13,54 Mhz e 125 Mhz) muda a velocidade da leitura.

Os melhores modelos de cartões de identificação para a sua empresa?

Como você pode ver, os três modelos são muito bons, cada um com suas características, mas todos integrados à tecnologia que não para de evoluir.

Embora o funcionamento de cada um deles seja simples, isso não impede de serem a melhor opção para a organização interna de qualquer empresa.

Mas se você não sabe qual modelo escolher, veja algumas características de cada um e os compare para tornar mais fácil a sua decisão.

  Tipos de crachás personalizados  
 Tarja magnética Código de barras Smart card 13,54 Mhz ou 125 Mhz
  Precisa de contato com a máquina que lê o cartão Precisa de contato com a máquina que lê o cartão Não precisa de contato com a máquina que lê o cartão
  O código está disposto no cartão em forma de partículas magnéticas O código está disposto no cartão em forma de barrar pretas e brancas e/ou por números O código está disposto no cartão dentro de um chip que armazena os dados adicionados a ele
  Apenas o dispositivo próprio para lê cartões do tipo, lê e decifra esse código É lido por um dispositivo próprio que traduz os números das barras ou a olho nú, quando há números Apenas o dispositivo próprio para lê cartões do tipo, lê e mostra as informações ali existentes

E então? Decidiu?

Não perca a oportunidade de melhorar a gestão da sua empresa. Com a tecnologia dos cartões de identificação você pode acabar com alguns problemas de organização interna e até mesmo externa!

Em nosso Facebook você pode ver as últimas novidades e agora que está convencido de que um crachá personalizado é a melhor opção a se escolher para a gestão empresarial, faça um orçamento no site escolha o melhor modelo para você. Escolha a opção de “Acesso sistema” em www.grupotmt.com.br e pronto! Rápido, fácil e seguro.